PSB decide, em reunião, pela expulsão do deputado Átila Lira

Na votação do 1º turno da reforma previdenciária, 11 deputados do partido desobedeceram a orientação partidária e votaram a favor do texto que muda as aposentadorias

Por Congresso em Foco
30/08/2019, às 17:00

O PSB analisa nesta sexta-feira (30/08) o relatório da comissão de ética do partido que pede punição aos dez dissidentes  que desobedeceram a orientação do partido e votaram pela reforma da Previdência no 2º turno de análise pela Câmara dos Deputados.

Já foi decidida a expulsão do deputado Átila Lira (PI). A punição dos outros deputados deve ser mais branda, com a suspensão por ano das funções partidárias, sem a possibilidade de exercer cargo em comissão e ser líder ou vice-líder do partido.

A sigla convocou reunião também para sábado (31/08), mas segundo informou ao Congresso em Foco presidente do PSB, Carlos Siqueira, a legenda pode decidir já nesta sexta o destino dos deputados que votaram pela Previdência.

Na votação do 1º turno da reforma previdenciária, 11 deputados do partido desobedeceram a orientação partidária e votaram a favor do texto que muda as aposentadorias.

No 2º turno esse número diminuiu porque o deputado professor Luiz Flávio Gomes mudou o voto, o caso dele foi arquivado e não será analisado na reunião do diretório nacional.

O PDT também abriu um processo no conselho ética contra os deputados que votaram pela Previdência. Foram oito os pedetistas que desobedeceram a orientação da sigla. No entanto, a decisão da sigla deve demorar mais e ficar para meados de setembro.

Deputado Federal Átila Lira / Foto: Portal GP1

nossas redes sociais