PT abre investigação e pode expulsar prefeito de Picos-PI

Estão na mira líderes no interior, como vereadores de Francisco Santos e os vice-prefeitos de Paulistana e Sigefredo Pacheco

Por Tarcio Cruz
20/05/2019, às 16:36

O Partido dos Trabalhadores abriu investigação interna contra o prefeito da cidade de Picos, Padre Walmir. A denúncia é de infidelidade partidária, nas últimas eleições o gestor deixou de votar nos candidatos majoritários e proporcionais da chapa de Wellington Dias e apoiou o rival de Wellington, Wilson Martins, candidato derrotado ao Senado.

A chapa apoiada por Padre Walmir tinha apenas Wellington Dias do partido dos trabalhadores, o gestor não apoiou nenhum candidato do PT. O prefeito apoiou Severo Eulálio (MDB) para deputado Estadual, Paes Landim (PTB) para deputado Federal e Wilson Martins (PSB) para o Senado. 

Padre Walmir fez campanha pública contra o candidato a senador da chapa, Ciro Nogueira (PROGRESSISTAS), ao lado de Ciro, como suplente, estava o arqui-inimigo de Padre Walmir, o ex-prefeito Gil Paraibano.

Além do padre de Picos o PT investiga outros casos de infidelidade partidária. Estão na mira da direção do partido líderes no interior, como por exemplo vereadores do município de Francisco Santos, onde Luciano Nunes bateu Wellington Dias, e os vice-prefeitos de Paulistana, Carlos de Liberato, e Sigefredo Pacheco, Ceiçã Sampaio.

O prefeito de Picos é um dos que estão na mira do Diretório Estadual

nossas redes sociais