Wellington Dias anuncia mudanças na reforma da Previdência do PI

O governador disse que os militares serão retirados do texto principal do projeto e alguns setores, como o TCE, passaram por alteração na reforma

Por Tarcio Cruz
09/12/2019, às 14:32 - Atualizado em 09/12/2019, às 17:50

O governador Wellington Dias anunciou mudanças no texto da reforma da previdência que foi encaminhado para a Assembleia Legislativa do Piauí. Alvo de protesto dos servidores, o projeto foi parar na justiça após decisão do Tribunal de Justiça que determinou a suspensão da tramitação da matéria até que seja viabilizada a discussão do texto com os servidores.

Wellington Dias confirmou que os militares serão retirados do texto principal do projeto e alguns setores, como o Tribunal de Contas do Estado, passaram por alteração na reforma.

“A Assembleia programou a realização de uma audiência pública, pelo que vejo lá haverá uma tramitação com discussão, vai ser feito tudo dentro da normalidade e legalidade. Já aceitamos retirar os militares e já acatamos a proposta dos policias e de outros setores como o Tribunal de Contas, ou seja nosso objetivo não é punir o servidor, é garantir uma segurança no equilíbrio da previdência do Piauí”, disse Wellington Dias.

O gestor estadual afirmou também que a reforma será crucial para a estabilização econômica do Estado, hoje a previdência do Piauí tem um déficit anual de aproximadamente um bilhão de reais.

“Nós respeitamos a decisão do judiciário, tanto a Assembleia quanto o governo do estado estamos é claro recorrendo para que se tenha as afirmações corretas, buscamos fazer tudo dentro da legalidade, temos um déficit da previdência e estamos tendo a coragem de pensar tanto hoje como no futuro” concluiu o governador.

O governador conversa com o presidente do TJ Desembargador Sebastião Ribeiro

nossas redes sociais